Lábios Pintados de Azul: Sombras detrás do véu

R$24,99

Categoria: Tag:

Contos do escritor costa-riquenho Alfonso Peña que se diz um leitor anárquico, apaixonado por Poe, Blake, Joice, Rimbaud e Baudelaire, os surrealistas. Principalmente, diz ainda Peña, “me identifico com os autores que assumem compromisso com a literatura urbana, cheia de um cotidiano que não dispensa altas doses de imaginação. Foi com essas bases que criei uma cidade de San José secreta e misteriosa e à partir dessa decisão escrevi uma série de textos”.
Em “Lábios pintados de azul”, diz a critica Aglae Margalli , o escritor costariquenho Alfonso Peña, nos adentra em uma atmosfera em que seus personagens se movem em ambientes sórdidos e misteriosos que os situam à margem de uma realidade social que transita ao outro lado de suas vidas, e onde a cotidianidade os torna invisíveis para os habitantes de uma cidade que os
ignora, porém os pressente como em um sonho. Esses seres de Alfonso Peña,
alcoólicos, pervertidos, voyeuristas, feiticeiros são testemunhas da noite que se levanta pontualmente para revelar-nos um submundo difícil de penetrar, porém que nos convoca com seu mistério.
Isso insere este escritor na moderna estética que críticos e estudiosos denominaram “estética do mal” que é aquela que pondera ambientes clandestinos e situações vidrosas ou pecaminosas. Dentro dessa vertente estilistica podemos situar inúmeros artistas e criadores, especialmente poetas e narradores como estética que críticos e estudiosos denominaram “estética do mal” que é aquela

que pondera ambientes clandestinos e situações vidrosas ou pecaminosas. Dentro desta vertente podemos situar inúmeros artistas e criadores, especialmente poetas e narradores ,dentre os quais os nomes mais conhecidos são os de Baudelaire, Marques de Sade, Lautréamont, Bukowski, Georges Bataille.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Lábios Pintados de Azul: Sombras detrás do véu”
× Como posso te ajudar?